Buscar

Afinal de contas, o que é Constelação Familiar?


É muito normal quando falo que trabalho com Constelação Sistêmica Familiar as pessoas erguerem as sobrancelhas para tentar entender do que se trata: é uma religião, uma filosofia, misticismo, terapia? Na verdade não é nada disso.


Constelação Familiar é uma metodologia desenvolvida por Bert Hellinger, psicoterapeuta alemão que baseou sua teoria em pesquisas empíricas e comprovadas. O grande objetivo dela é reorganizar o sistema familiar (daí vem o nome Constelação) para que cada membro ocupe o seu devido lugar, gerando o equilíbrio que todos precisam para se desenvolver.


A Constelação na prática faz com que o cliente se enxergue como parte desse sistema, entenda a posição de hierarquia dentro de sua família, aceite sua história e a história de vidas dos seus antepassados e, em posse de todo esse autoconhecimento, possa tomar para si as decisões - boas e ruins - de sua vida.


Essa metodologia de Bert Hellinger é também conhecida como “terapia breve” porque basta uma sessão para que a questão possa começar a ser resolvida. Aliás, esse é um diferencial da Constelação: a cada sessão é permitido que a pessoa desenvolva apenas um assunto, que pode ser problemas financeiros, dificuldades nos relacionamentos, apatia perante a vida e até questões de ordem física (sobrepeso, baixa estima, etc).


Em outros posts aqui do blog falarei com mais detalhes sobre a Constelação, que é regida por três Leis: do Pertencimento, da Ordem e do Equilíbrio. Ficou curiosa pra saber mais? Te conto nos próximos posts.


Com carinho,


Mari Parada


3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo